KATIVA WEB

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Não sou o dono do Brasil, mas sou filho dele


O senador Flávio Bolsonaro, investigado pela prática de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro - ALERJ, poderá ganhar um presente dos demais senadores. Ele acaba de ser indicado pelo PSL para ocupar um cargo na direção do Senado (Terceira Secretaria). Com isso, o senador, suspeito de se apropriar de parte do salário de seus assessores na ALERJ, terá direito a pelo menos 13 cargos comissionados, com salário de R$ 22 mil. As informações são da Band (clique aqui).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu sou a luz do mundo